BANDA PELO MENOS

segunda-feira, 18 de junho de 2012

RECORDAR

RECORDAR

MINHA BONECA DE VERDADE LUMINHA
LUMA DE OLIVEIRA
LUMA NO SUPEMERCADO
LUMA
LUMA
LUMA
LUMA COM BECA DE FORMATURA Dra DO ABC

LUMA MENINA, LUMA MULHER

 

Recordar

Era uma doçura, sem ligar para cabelos, mas bem cuidados, sempre com um sorriso estampado no rosto e um brilho no olhar. 

Ou tempo bom o da adolescência.

Não tinha ideia, mas sem programar nada, já estávamos contribuindo para uma nova sociedade melhor através da arte. Das danças, a banda marcial da escola e no São João as quadrilhas. Na poesia, na pintura, na música, qual foi a nossa contribuição para um mundo melhor na época? Como já disse não tinha ideia, mas de uma forma espontânea deixamos plantado a sementinha do amor à arte, como nome renomado na arte plástica e na musica, onde vários grupos foram criados e fizeram sucesso.

Sempre surpreendia a todos com carinho de uma apresentação, em publico e dedicando beijos a quem nos assistia pela retribuição dos aplausos.

Na arte da sedução, foi difícil a conquista, mas vivendo toda a magia e sedução do primeiro amor e do primeiro beijo. A felicidade era uma constante naqueles tempos. Sempre partilhávamos com todas as dificuldades dos tempos, continuávamos juntos desafiando o mundo ao nosso redor da nossa adolescência.

Ainda hoje o meu coração lembra aqueles tempos e dos amores que não precisa morrer, mesmo porque  não tenho intenção para matá-lo... As lembranças são os meus maiores tesouro, deste que hoje são apenas saudades...

Parece uma grande mentira, lutei para ter o direito de amar, pois o amor é coisa seria. Ver se não demora porque hoje tem, só depois da missa. Sempre dava conta do recado, pois quando o sinal abria passava e depois tinha forró.

De tudo que passei a lição de vida é o afeto e foi o que plantei e como fruto colhe afeto, irmandade e carinho por todos dos velhos amigos, segundas mães, professores e amores.

Escrito em 18 de junho de 2012, por Orlando Oliveira.

 http://www.recantodasletras.com.br/contos/3731778

sexta-feira, 15 de junho de 2012