BANDA PELO MENOS

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

SORTILÉGIO!


 SORTILÉGIO!
Meu amuleto é o supremo das religiões
É a natureza, o preservativo dos malefícios,
das minhas medalhas...
As chaves que abrem portas.
Direcionando-me em dias de festa ou o
que resta dessa vida.
A palha da cana, meu telhado de palha!
Minha casa protegida dos intemperes
E o meu coração livre das adagas ou as
línguas e pensamentos dos astuciosos!
Dos quem degustam da mesma comida...
Salve esse tempo e o mundo!
Salve as restas e os passos que me resta
Aquelas que me leva a trilha do sol,
aquele que decifra os meus balangandãs.
Salve o equilíbrio dos meus afazeres
Salve o meu equilíbrio diante de ti!
Salve o meu destino!
Que minha penitência seja a escrita
no meu caminhar.
E quando te encontrar, que o tempo nos leve
em carruagem guiada por cavaleiros do Rei
ou em gôndola manobrada por anjos
nas águas das ruas de Veneza.
Sorrindo, pois quem confia em Deus não
podia ser diferente o seu destino.
Escrito em 23 de outubro de 2013, por Orlando Oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 24/10/2013
Código do texto: T4540083
Classificação de conteúdo: seguro


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
 Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado
 crédito ao autor original
 (Endereço da obra. Recanto das Letras de Orlando Oliveira).
Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Você não pode criar obras derivadas.




Comentários

25/10/2013 11:08 - RosaAmbiance
Bom dia poeta! Muito bom ler o seu poema!
Cheio de fé, de otimismo e lendo e sentindo
Deus na sua vida fica melhor ainda.
Muito bom mesmoooooo!
Leia meu Soneto de hoje,
onde eu digo não ao Mal e clamo por
 Deus na minha vida.
Bom final de semana e que siga assim sempre...

24/10/2013 21:56 - CONCEIÇÃO GOMES
Felizes os que tem o sortilégio de acreditar,
de ter fé, de ver o mundo com esperança,.

24/10/2013 15:29 - Cle
Amigo orlando o que te falr
depois de um texto deste que
 eu tenho o privilégio de te ler!!
bravoooooooooooooooooooooo
ooooooooooooooooooooooooo
ooooooooooooooooooooooooo
ooooooooooooooooooooooooo
ooooooooooooooooooooooooo
ooooooooooooooooooooooooo
bjjjjjjjjjjjjjjjjjjjjj no seu coração Cle
 
Sobre o autor

ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju/SE - Brasil, 51 anos
541 textos (16481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente -
última atualização em 30/10/13 13:28)

EQUILÍBRIO!

 
Nas margens do precipício ou na crista da gloria?
Entre uma e outra o equilíbrio invariável chamado
tempo é o diferencial de poder no discernimento da
sua agudez de espírito.
O ponto mais alto aqui na terra que um home pode
alcançar seria o cume do Evereste?
Pode ser!
“Segundo Vitor Negrete, ao escalar o Evereste,
o alpinista encontra-se verdadeiras situações
confortável que ele chamava de oásis”.
“Por ser um lugar fascinante, onde o atleta estava
Abrigado das intempéries do tempo...
De maravilhosas paisagens a ser apreciada,
mais de abalar o seu objetivo principal que
seria alcançar o cume”.
Assim é na vida, nos conformamos com pouco
e por isso não vamos em frente...
Desistimos no primeiro oasi.
Equilíbrio do homem é tudo, seja no amor,
nas amizades, nas decisões e em seu próprio eu.
Respeitar decisões e ser respeitado também
chamo de equilíbrio.
Quando anda na crista do sucesso, é preciso o seu
equilíbrio...
O equilíbrio do homem está no momento.
De formas imprevistas onde várias situações são
enfrentadas.
O centro do equilíbrio tem uma força chamada Deus...
Parte de Deus é o equilíbrio da nossa vida a outra também.
Seja na crista da onda ou a beira do precipício.
Quem tem Deus, tem o equilíbrio, esse simples segredo
que é de viver em paz comsigo mesmo.

Escrito em 28 de outubro de 2013, por Orlando Oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 28/10/2013
Código do texto: T4545997
Classificação de conteúdo: seguro



Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
 Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado
 crédito ao autor original (Endereço da obra. Recanto das Letras de Orlando Oliveira.).
Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.






Comentários

29/10/2013 12:17 - Ilma Albuquerque
Belos versos reflexivos.

28/10/2013 22:11 - Jô Pessanha
Perfeito! Tudo deve ser o equilíbrio,
 Belo texto, Abraços querido poeta.

28/10/2013 21:44 - DOCE VAL
Quem tem DEUS ao seu lado não
 precisa de mais nenhuma proteção ...
Belo e muito inspirador teu poetar
meu amigo Orlando....
Beijos no coração ,paz e luz.

28/10/2013 17:55 - Claudeko Ferreira
Melhor mesmo é o caminho do meio,
 equilíbrio!
Obrigado por me fazer refletir nessas
questões.


Sobre o autor
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju/SE - Brasil, 51 anos
541 textos (16481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/10/13 13:28)

ALTO CONFIANÇA!

Na foto Lando, Sr Pereira e sua esposa, Pais de
Eliane Resende..."
Segredos dos meus dotes!
Cautela e a não construção do
mal...
Prudente sem fonte de erros
Simplicidade sem obstáculos.
Defende o decoro na honradez
Com dignidade ela embiocou
sua cabeça e assistiu a sena
pela brecha que lhe tinha...
Chorou vendo todos os seus
recatos dilacerados.
Enquanto degustava apenas
uma cerveja.
Que mal te caberia se não a
própria honra?
Modéstia, ausente de vaidade.
Fala mas alto um coração que
também ama ou amou um dia.
Passivo de errar e achar natural
Pois seu único pecado,
foi sua alto confiança.


Escrito em 27 de outubro de 2013, por Orlando Oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 28/10/2013
Código do texto: T4544999
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
 Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja
 dado crédito ao autor original (Endereço da obra
. Recanto das Letras de Orlando Oliveira.).
Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Você não pode criar obras derivadas.


Comentários
28/10/2013 22:09 - Jô Pessanha
Uma virtude que todos almejamos.
Abraços bela poesia.
28/10/2013 10:39 - Helládio Holanda
Concordo com Liana. Abraço
28/10/2013 08:52 - Ilmar
Parabéns! Nota dez, amigo!
28/10/2013 08:15 - Lianatins
Muitas vezes na vida,
quando as coisas não vão bem,
ou mesmo quando vão bem...
vagarosamente, começamos a
 nos perguntar o que está errado conosco..
.Nossas próprias dúvidas são as maiores
 barreiras que encontramos em qualquer
empreitada...
Só conseguimos realizar o que cremos
ser possível,quando acreditamos em nós
mesmos, nada pode nos deter,
 nossos feitos são muitos, quando
desenvolvemos o hábito da
"Auto-Confiança"...Ficou excelente seu
pensamento amigo poeta Orlando!
Um belo dia lhe desejo
 com muita paz e luz,Liana.
Sobre o autor
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju/SE - Brasil, 51 anos
541 textos (16481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/10/13 13:28)