BANDA PELO MENOS

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Carência Adormecida!

Carência Adormecida!

Faz-me pensar
Porque és minha alegria
Procurei-te em vão
Encontrei meu violão
Toquei-o, mas não parei de pensar
Quase chorei, mas não parei de amar
Sempre procurando afeto
Ou as chamas da paixão
Da minha paixão.

Fazendo com que o amor se alastre
Alem dos portões do paraíso
O paraíso do sertão
O baile lá na roça
Ou o balanço da rede
Já é tarde
A festa acabou.
Logo cedo é roça
Inchada
Labuta
Uma pinga
Pirão pra sustentar

Chapéu de palha, pra agüentar o calor
Cigarrin pra passar o tempo
E a chuva não cai
E o milho não cresce
E chegou à tarde
A noite tem mais forró
Hoje ela vem
E como ta linda
Convidei para uma dança
Ela aceitou
Ai como estou saciando
Essa minha carência adormecida de você.

Escrito em 19 de maio de 2012, por orlando oliveira.













 http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/3675807

Comentários
02/06/2012 10:35 - SueliFajardo
Mais que um poema: uma canção de amor e alegria contagiante. Parabéns!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário