BANDA PELO MENOS

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

BOM DIA!

BOM DIA!
Acordei hoje feliz por isso escrevo.
Bom dia queridos poetas e poetisas
Bom dia para quem nesse momento ler
Encontrei a resposta que procurava
Um sim foi fundamental
Genial, colossal, um verdadeiro extasse.
Resumindo: Espantei a ansiedade.
Tirei um tempo só para mim.
Investi forte no meu coração.
Abri meu próprio negócio
Abri uma fabrica de sonhos
Fabriquei sonhos e espalhei o amor.
Para garantir o futuro!
Investi em operações mais conservadoras.
Compartilhei com quem amo uma deliciosa fruta
Uma manga rosa que enche os olhos com sua beleza
Um pedaço de melancia que guarda a fonte mais importante de nossa sobrevivência a água.
Compartilhe o beijo.
Pratique a paz, a tranquilidade e o equilíbrio.

Resultado: Um gesto de paz e amor e outro de um coração feito com as mãos juntas.
Com dois dedos, o indicador e o médio 
representando paz e amor.
E com as mãos juntas na direção do peito,
moldando em forma de coração, pois só estando juntos é que conseguimos realizar tais gestos.

Como os sonhos que só se realizam estando juntas duas pessoas que se amam, sempre com a permissão e benção de Deus.
BOM DIA!





Comentários
25/12/2012 15:22 - Lázaro Noronha
Meu caro Orlando, estou de volta para contemplar as suas belas poesia carregadas de emoções pura, parabéns é realmente belíssima e contagiante... Feliz natal, e um ano novo repleto de felicidades, paz e realizações. aguardo sua visita, um grandioso abraço.

30/03/2012 11:22 - Djalma CMF
Parabéns poeta por nos encantar novamente com mais uma linda e pra cima poesia. Receba as minhas considerações e um forte abraço.

30/03/2012 07:16 - geraldinho do engenho
BOM DIA AMIGO COM MUITO PRAZER...VOLTEI CONFORME PROMETI (OPROXIMO) ESTÁ NA CATEGORIA POESISAS PÁGINA SETE... QUE VC TENHA UM BOM DIA E MUITA ISPIRAÇÃO!ABRAÇOS!

28/03/2012 12:14 - edson gonçalves ferreira
Bom dia, Orlando, adorei seu poema reflexivo e lindo. Parabéns. Convido para ler e comentar Poema quadrado de ternura" e o áudio As virgens mães. Abração, Edson

28/03/2012 12:04 - Marta Cavalcante Paes Lima
Orlando querido amigo da poesia, BOM DIA! MENINO ALEGRIA!, sua energia é tão boa que chegou até aqui. Agora a manga rosa foi covardia, fiquei com a boca cheia d?água. Encantada com teus versos repletos de tanta sensibilidade, uma preciosidade escrita com o coração de uma alma sensível. Parabéns pela alegre elaboração poética. Beijo no seu lindo coração.

28/03/2012 11:42 - HAMILTON SANTOS
Bom dia pra você também Orlando!Ótimo seu texto amigo e cheio de otimismo.Ótimo mesmo!!!Abraços.


 MINHA MANA SELMA

 LANDINHO COM CARA DE MAL
 LANDO SEMPRE SORRINDO


VITOR
 JUNIOR, BOCÃO E UTALO
WESLE E TIO LENO
 SELMA E MINHA MÃE
 LANDO COM A NOMORADA DE WESLY
 LANDO E RITINHA
 MAIS LANDO E RITINHA
 PENSE NUM CABA BONITO, KKK
 ANDREIA, EU E RÓ
 VITOR
 TIO LENO E EUGÊNIA
 LANDO E ANDREIA, AINDA BEM QUE AGORA ENCONTREI VC!!!
 SEU RUI, EUGÊNIA E LUIZ

 JÔ LANDO E MARCOS
ARNALDO E LANDO
 RÓ LUIZ E ALNDO.



 CANTA EUGÊNIA E SUELY.







 EU , RÓ E AINDA BEM, KKKK
 MEUS AMIGOS PEDRO E JOUBER
 VISTA DO RIO SERGIPE
 VAMOS VAI COMEÇAR, DESTAQUE PARA MATHEUS DESCALÇO.
 RÓ GRITANDO DE DOR, EUGÊNIA NO DISCURSO, VITO PROMETENDO TOCAR E LUIZ QUERENDO BEBER!
 RÓ AINDA SENTINDO DOR, ANDREIA, LANDO APAIXONADO, RITINHA COMPORTADA E LUIZ DORMINDO.
 RÓ MORRENDO DE DOR, LUIZ DE OLHOS ABERTOS E LANDO FELIZ.
 LANDO E MARINA


VITOR, EU E MARINA
VITOR, MARINA, EUGÊNIA E LUIZ

3 comentários:

orlando disse...

COMBINAÇÃO

Combinação perfeita da poetisa e o oceano e com isso
quem ganha somos nós que de poesia degusta o mar do prazer.
Cá com meus botões... Eu imagino mil coisas antes mesmo de
ultrapassar as nuvens, estando nas estrelas
só me recordo do brilho do teu olhar.

Escrito em 16 de dezembro por Orlando Oliveira.

orlando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
orlando disse...

O Amor Retribuído.

Amor retribuído nas histórias e confidências com a esperança de rever, saber ir, saber voltar e muitas vezes voltam,pois quando acontece é feito brisa nova de ventos suaves.

Escrito em 22 de setembro de 2012, por Orlando Oliveira

Postar um comentário