BANDA PELO MENOS

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Estou gostando, estou amando ou estou só afim?

  O que faço?
 “Sei que ai dentro mora um pedacinho de mim”
Amar ou gostar, qual a diferença? Gostar é igual a  amar? Quem ama nunca deixa de amar, será bom  isso? Não seria egoísta esse amor? Se o amor que  escolheste e que você diz eu te amo, der indícios,  motivos e até  mesmo  dizer na tua cara eu não te     amo mais, você continuaria amando essa pessoa 
que não te ama? É por isso que o amor não é eterno,
mas pode ser também... Desde  que  a escolha  seja tua. Ai chamamos de amor platônico.O ideal seria... Eu te amo, eu também te amo. Dizem que no amor é diferente, Dizem que amor é único. Dizem que  não  acaba, dizem  que  é  eterno. Seria um amor doentio que só faz mal  paraa  pessoa  que ama sozinho?  Gostar  então  deve  ser bem  melhor,  mais
apaixonante, mais saudável... O  sofrimento por  amar  não existia. Gostar é como  ter  um  grande  amigo  e  ter muita consideração. Amar é estar disposto a enfrentar tudo com a pessoa que se ama.  Nesse emaranhado de conceitos estou no meio de fogo cruzado. Então estou gostando, amando ou
afim? Só sei que o amor existe e  que  vem  logo  depois de uma amizade. O estar afim  é  um  sentimento  unitário  até que  se descubra que  está  sendo  compartilhado...  Seria a passagem  do  líquido  para  o  estado  solido?  Ou  seja um
processo de solidificação, solidificava então o gostar e quem sabe o amar que  vem  logo  em  seguida... Estuo  gostando  da  poesia...  Estou amando o amar. Estou afim de você que gosta de poesia, que ama amar e que estar a fim de viver...
Viver o momento, amando a natureza e o silêncio... Afim do sorriso, de um sorriso e de sorri.

Escrito em 18 de fevereiro de 2013, por Orlando Oliveira.

 o amor
 filhos do amor
 Luma e Docinho
 Landinho
 Rio Sergipe

Comentários 


20/02/2013 18:31 - Cle
Olá poeta Orlando!!! Adorei sua confusão de "Amor" afins" Paixão todos são sentimentos nobres já passei por todos, quem sou eu para dar uma posição verdadeira do amor!! Amor eu acho que é aquele igual a do meu pai e de minha mãe, o que mesmo com os defeitos vc continua a ser amado, que passa por momentos bons e difíceis !!que perdura por 49 anos!!!1 ele tem 15 anos a mais que ela , ele tem 80 anos e ainda tem ciumes dela, um amor que não foi por conveniência  que só se uniram por amor!!!O verdadeiro amor acho eu é o amor de nossos pais!!! Eu amei a loucura de seu texto ele é muito inteligente e e ao mesmo tempo divertido pois provocou uma sensação de loucura nas nossas cabeça!! rsrsrsrs vc Conseguio me deixar meia louca rsrsrs Parabéns grande poeta, bjj no coração e obrigado pelo seu comentário na página da Martinha !! fica com Deus!!!! cle em 20/02/2013Obs Muito Amor para vc!!!



20/02/2013 13:49 - Neura
:) Legal Orlando!Bem reflexivo...eu posso dizer que no seu texto é mais fácil gostar..amar é complicado...amar nos da o "direito" ilusório de posse e isso não é amor...Gostei muito..Parabéns! Seu texto mostrou-me que estou na linha he he he... Abraço! zïz



19/02/2013 16:09 - Jacó Filho
Nada supera o momento mágico da descoberta das afinidades, quem dera durasse pra sempre... Magnífico seu texto mestre... Parabéns! E que Deus o abençoe e o ilumine... Sempre...

19/02/2013 10:51 - Marta Cavalcante Paes
Orlando amigo da poesia. O amor romântico, declamado, recitando em poesia, o amor que irradia a alegria, o amor poético, acolhido pela lua prateada, o universo, só mesmo no mundo da poesia. Na realidade vejo o amor com prazo de validade, amor eterno, talvez aconteça sim em casos raros. O amor unilateral, desproporcional, este é real, a única certeza que tenho é que amo, quanto ao o outro, não tenho garantia de nada. Estou afim por conveniência, estou afim porque é bom, estou afim pois é confortável gostar mesmo, gosto de tantas coisas, de pessoas e até o meu cachorro. Amar, amo intensamente a mim. Aplausos para maravilhosa beleza e inspirada criação. Abraço poético

19/02/2013 09:17 - NLC
Amigo poeta, vejo que detalhou bem todas as formas de gostar, analisou cada uma, ponderou sobre elas, mas... Pena que o coração não faz dessa forma, e vai nos atropelando com sentimentos que por vezes se misturam e não conseguimos nem mesmo identificar que forma de amor sentimos. Bj poeta, obrigada pela gentil visita.

19/02/2013 00:25 - Marinez Vidal
Boa noite poeta...uma confusão,uma bagunça dentro da gente causa o amor,não é mesmo?rsrs Dificil entender,ter a certeza de alguma coisa,pode acontecer a stres coisas juntas?rsrs Muito legal seu pensamento poeta....realmente nos leva a uma reflexão,o que vale a pena,o que não vale,o que é certeza,o que é duvida...meu Deusssss,deixa a gente meio "abilolado" das idéias rsr,Adorei,10 estrelinhas pra você...**********Bjs Honrada com sua visita e tão doces comentarios!

Um comentário:

orlando disse...

Arco-ires da poesia!
Quando me coloco a escrever viajo sem destino, passo por perigos em sonhos, desejo o imaginário do mundo proibido, o tempo voa, às vezes estaciona feito zepelim, que com sua cor prateada reflete formando um arco-íris da poesia.

Escrito em 25 de fevereiro de 2013, por Orlando oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 26/02/2013
Código do texto: T4160374
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra Recanto das Letras de Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Postar um comentário