BANDA PELO MENOS

quarta-feira, 20 de março de 2013

As cicatrizes

As cicatrizes!









 

As cicatrizes
As cicatrizes se formam depois de uma 

ferida aberta, que com o tempo secam 
deixando as marcas que a
depender do grau fica para toda 

vida ou enquanto estiver dentro de sua 
mente.
Infidelidade ou decepção do amor 

do seu próprio amor, por
exemplo, são cicatrizes que só amando 

de novo faz desaparecer.
Através da maquiagem, a sensação 

de dor é desfaçada.
Dor essa que vem desde os princípios

das origens onde tudo começou. Movido pela energia da matéria do corpo e do 
conhecimento existencial. Nova paixão! Princípio da atração, regra ou modo de ver corpos que se consegue isolar pelas normas
da vida...
Uma revolução de hormônios do desejo... Marco zero, para as pessoas que têm suas razões de seres que às vezes fazem tudo
errado, do coração que desobedece e tem que se livrar de suas decepções, suas ranhuras para evitar novas cicatrizes... Para com isso linda!!!
Para Com isso minha paixão, vamos voltar a se comunicar, vamos nos entender! Vamos por em pratica o produto da coragem, coagem de assumir que ama ou um dia amou, mas ainda deseja...
Desejo muito na primavera e em todas as manhãs.
Tem gente que nascem todos os dias só para amar, movido pelo excesso da velocidade de sua energia, sua urgência, seus desejos, sua consciência e é multada e as vezes presa com laços imaginários 
pelo coração.
Comportamentos que mudam a visão de uma pessoa para com outra, uma vez que elas se conhecem e passam a sonhar juntos.
Pessoas que fazem valer suas qualidades, seus pontos de vista e suas ideias.
Vem mostrar teu sorriso, fala pra mim que só ficou no desejo de sonhar e que um dia o real seria o fim da minha cicatriz, aquela antiga, velha do passado, pois o amor desabrochou de novo...
O meu amor para contigo...
Apresento-me feito cicatrizante milagroso, 
que faz desaparecer para o resto da vida qual 
quer cicatriz cauzada por falta de amor.

Escrito em 11 de março de 2013, por Orlando Oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 18/03/2013
Código do texto: T4194597
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra Recanto das Letras de Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

19/03/2013 09:04 - Jacó Filho
Uma obra prima mestre! Diz a vida prática que a cicatriz fica mais forte que o tecido normal, e que o osso nunca mais vai quebrar no mesmo lugar... Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...

18/03/2013 19:09 - jcoelho
Parabéns, bela poesia, um forte abraço e Seus lhe abençoe.

18/03/2013 19:00 - Jasper Carvalho
Falastes com maestria sobre amor e dor. admirável Orlando forte e encorpado este poema. Magnífico e plenamente verdadeiro. Um grande abraço nobre amigo poeta Semana abençoada. JC

18/03/2013 16:47 - Oliveira Rosa
Pois é meu amigo e há cicatrizes que nem o tempo pode curar, pois essas ficaram cravadas no coração e meio adormecidas, mas não foram cicatrizadas então estão vivas e sangram muito trazendo dores terríveis...sobre cicatrizes eu entendo e tenho uma cravada no peito e bem antiga, hoje ela esta adormecida e espero em breve curar essa ferida....abraços de boa tarde

18/03/2013 09:28 - geraldinho do engenho
Bravo meu amigo as desventuras de amor deixam profundos sulcos na alma que muitas vezes vezes se tornam em verdadeiras cratéras destuindo o coração...Esta sua poesia se bem interpretada pelo leitor é um providencial remedio na cura deste mal que tem causado tantas tragedias afetando principalmente as mulheres que se toram as maiores vitimas do inconformismo do homem!Parabéns e obrigado pela visita, e meu abraço fraterno!

18/03/2013 08:52 - Marta Cavalcante Paes
Amigo da poesia Orlando, você voltou muito inspirado, este seu texto mexeu na ferida. Cicatrizes, gosto do termo cicatrizes da alma. Se fizermos um balanço ao longo de nossas vidas vamos contabilizar varias. Umas adormecidas pelo tempo outras bem sensibilizadas ainda em processo de cicatrização. Detalhe ninguém as ver, são nossas dores algo intimo e que muitas vezes dói tanto que nem conseguimos nomear. O importante é seguir viagem sem medo e liberar o coração para correr outros riscos, pois a vida é uma constante, seguir nossa trajetória e prosseguir com nossa história na arte de viver. Aplausos para maravilhosa beleza de sua inspiração. Abraço poético

18/03/2013 08:51 - Nana Okida
Somente o amor pode fazer desaparecer uma cicatriz no coração do ser. Beijos!

Sobre o autor 
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju/SE - Brasil, 50 anos
370 textos (12261 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/03/13 05:01)

2 comentários:

orlando disse...

Coração!
Coração!
De tantas brigas...
O coração enrijece...
Sem o amor ele padece...

Escrito em 08 de março de 2013, por Orlando Oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 18/03/2013
Código do texto: T4194596
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra Recanto da Letra de Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

orlando disse...

Comentários
19/03/2013 09:05 - Jacó Filho
Belo e verdadeiro... Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...


18/03/2013 21:02 - geraldinho do engenho
OBRIGADO PELA AMIZADE GRANDE POETA E MEU ABRAÇO DE GRATRIDÃO PELA VISITA...ESTEJA SEMPRE COM DEUS!


18/03/2013 16:39 - Oliveira Rosa
Padece e fica doente muitas vezes por falta de amor...belo e intenso poetrix....abraços de boa tarde


18/03/2013 08:58 - Marta Cavalcante Paes
Amigo da poesia Orlando, O coração padece por um tempo, depois ele amolece com o mesmo sintoma de amor. O importante é que cada experiência seja um crescimento, um aprendizado e que os erros não se repitam. Aplausos para maravilhosa beleza de sua inspiração. Abraço poético

Postar um comentário