BANDA PELO MENOS

domingo, 14 de abril de 2013

Texto FOME DE VIVER E AMAR!

Texto 

FOME DE VIVER E AMAR!

 NOSSA AMIGADO SORRISO CONTAGIANTE FATIMA
 SORRISO DESCONTRAIDO DE EVELEN
 GALERA DELA
ELA
 TIARINHA E TANIA
 GALERA BOA
TALLITA E IANA LUA

 LANDO E SOCORRO
 PAULO AUTRAN
 CANTANDO OS MALES SE VÃO
 GENTE FINA
 OLHA O GALÃ AI GENTE..
SORRINDO DE ESQUERDA

 SORRIDO DE DIREITA

FOME DE VIVER E AMAR!

Amor sem dor sentimental, verbal, teatral, colossal.
Fere as regras, mas sugeri o modo correto de falar.
Adora coco, coqueiro e cocada, lua e noitada.
Marisco cebola e coalhada, figura, arte e feijoada.
Zabumba, forró, mulher e balada, dada.
Dominas pelo que pode ser ou o não ser...

Da vida eu me escondi, me ocultei, adaptei
Chorei, lutei... Persisti e venci, assisti e vi...
Eu sinto o chão, sobrevivo da pimenta nação.
Eu presto atenção, vigilância, prisão não!
Eu jogo gamão ou assisto na televisão.
O homem de armas nas mãos, cidadão morto no chão.
De ante de tu estendo a mão, colo cartaz,
me junto a multidão.
Pedaço de pão...

Eu e meu terno azul a ti esperar, dançar, amar.
Ou seria uma camisa de força a me amarrar?
Bater tambor e fazer vagar, cantar, luar, nadar...
Me molho se chover, do beijo não foge, você!
Quem tá na chuva é pra se molhar, abraçar, ninar.
Não quero chorar, eu quero cantar...
Menino vem ver, o mundo parar, o mundo girar.
Você vai gostar, eu falo que sim, você tá afim...
Com extinto e pensamento, é nesse momento.
Aliviando o meu pensar, minha forma de amar...

Livre o cérebro a sonhar, não resisto de enfartar.
Muda de cor, não se contem, fala o que sente
É mais além, como ninguém, gostas de mim...
Meu quero bim. vem me salvar...
Plantou a semente, e quem vai colher?
Flores, frutos, folhas, ideias e pensamentos.
Bons momentos na vida passar, eu e você...
Mudar o mundo, mudar o homem, amar e plantar.
Pula, grita e sai a corre, me tira daqui...
O sofrer passou o sorri chegou, par teus braços eu vou.
Quero estar, com certeza com você matar a fome de viver e amar.

Escrito em 11 de abril de 2013, por Orlando Oliveira.

ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 11/04/2013
Código do texto: T4234800
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra Recanto da Letra de Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários
12/04/2013 13:50 - cleide [não autenticado]
Olá querido poeta , querido estou trasada em fazer seus comentários fiquei sem internet ontem , como a gente fica não parece falatar um braço rsrsrsrs. querido quanta magia neste poema Orlando tu andas amigo dimais inspirado, que lindo só que eu ja te falei que descobri o teu segredo não adianta teimar comigo vc tira o coração escreve com ele depois poem de volta, pensa que ão sei, lindo magico. fascinate, brilhante é um pouco para esta magnifico poema por isto amigo da poesia te aplaudo de pé, bjj neste lindo coração e lindo fim de semana_ cle
12/04/2013 07:51 - Ilmar
Sensacional, amigo! Um abração!
11/04/2013 14:49 - Marta Cavalcante Paes
Amigo da poesia Orlando. A magia da inspiração poética se uniu para nos presentear com uma linda poesia. Minha sensação é que você abria o peito e arrancava a alma pela intensidade de sentimentos. Nem respirei pois, li num fôlego só, quando terminei suspirei fundo. Aplausos para sua linda e inspirada poesia. Abraço poético

Sobre o autor
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju/SE - Brasil, 50 anos
410 textos (13097 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/04/13 13:57)

Nenhum comentário:

Postar um comentário