BANDA PELO MENOS

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

DESTINO!

DESTINO!

 
 
Se juntar aos sobreviventes de anos!
Anos de pé na lama e toda importância que nos dão.
Se não temos o que dar não tem valor!
Somos nada, mas sempre temos algo para dar.
Hoje não, insistiu não deu, desistiu!
Desistiu? Não, acendeu a chama do desejo e no estado
de silêncio, limitou-se apenas em sorrir,
mesmo queimando em brasa sua paixão.

Esse é mais um episódio de uma história de amor!
Amor que no tempo que passa, alguns são chamados,
outros amados e muitos contidos.

Contido mas confiante de uma hora acertar.
Acetar na roleta dessa vida que de passo em passo o mundo
vai ficando para traz e no amor cada vez mais apaixonado...

Forte mesmo é o estado do desejo, pois contempla aquele farol,
mas essa embarcação obstinar-se a deriva.
O rumo são os braços da amada, o silêncio fica na lembrança
daquele sorriso mesmo que acanhado.

O desejo é seguir em frente até que o mar acalme,
e em uma ilha ancore seu coração, desembarque para
caminhar sobre terra firme.
De passo em passo caminhamos evitando o destino.
O destino é o desejo que sonhamos porem nem sempre
o que desejamos é o destino.

A princípio que nos atrai aos planos de Deus é a fé que
acreditamos ter, mais não só por ser filho Dele.

Destino é a trajetória geométrica das posições ocupadas
 por uma partícula que se move pela vida enquanto temos FÉ de
irmos em busca de um melhor futuro...

Escrito em 25 de janeiro de 2014, por Orlando Oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 25/01/2014
Reeditado em 25/01/2014
Código do texto: T4664571
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja
dado crédito ao autor original (Enderço da obra. Recanto das
 Letras de Orlando Oliveira.).
 Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Você não pode criar obras derivadas.



Comentários
26/01/2014 22:32 - Tomás Santos
Ficou linda a poesia, Orlando. Gostei muito! Parabéns. Te convido a ler meu soneto "Outono". Abraço!
26/01/2014 21:45 - NLC
Muito bom passar por aqui e poder lê-lo um pouquinho poeta, adorei, bjs
26/01/2014 20:04 - Fábio Brandão
Faz tempo que não passo por aqui,é muito retornar e contemplar a beleza das coisas que você sempre cria para nos encantar...Um abraço e felicidades...
26/01/2014 12:40 - Jacó Filho
Simplesmente magnífico mestre! Adorei... Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...
26/01/2014 10:23 - Tony Caroll
Que bela inspiração para descrever o destino.O destino que nos leva as vezes para lugares em que não projetamos ir.Parabéns poeta!
26/01/2014 09:12 - Jô Pessanha
Excelente texto pensamento. Parabéns que o seu destino seja iluminado com amor e poesias. Abração.
26/01/2014 08:10 - MarleneToledo
UM GRITO ECOADO DA ALMA!!Um beijo no coração Orlando,tenha um domingo de paz!!
25/01/2014 21:46 - Marta Cavalcante Paes
ORLANDO amigo da poesia. Vejo o destino também como uma questão de escolha, pois o destino depende do rumo que deixo minha vida prosseguir. A minha tomada de decisão vai interferir naquele destino. Se remasse em outra direção, teria outros ventos, outros destinos. A cada esquina virada um destino, um acaso? Não seria o destino uma questão de escolha e para não me comprometer digo: Foi o destino que assim quis. Então, creio sou a senhora de meu destino, em alguns momento o que pode acontecer é o acaso. Que certamente irá interferir no meu destino. Amei seu texto, escreve com a alma e o coração. Parabéns por esta preciosidade de poesia. Abraço poético.
25/01/2014 18:12 - EDNA LOPES
Acredito nisso também.Abraço!!
 
Sobre o autor
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju/SE - Brasil, 51 anos
578 textos (17664 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente -
última atualização em 30/01/14 12:23)




Nenhum comentário:

Postar um comentário