BANDA PELO MENOS

segunda-feira, 21 de julho de 2014

DONO DE NADA

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
DONO DE NADA
Superior e hierarca
Longe do dono, mais dono do seu nariz.
Triste do dono que pensa que tem!
Nada te pertence...
Dinheiro é da saúde, é da fome.
Chora o cão por seu dono!
Até quando o outro deixar que seja seu
Que seja no amor!
Que seja no controle da paixão
Que seja no monopólio do amor.
No final o dono que se juga, sai sem nada.
O dono da minha vida sou eu! Mentira
O dono disso sou eu! Mentira
Temos a posse momentânea, mas do dono
somos só filhos.
Quando a mente diz “Tudo que sei é que nada sei”
Só o dono mesmo quem sabe, o dono de tudo!
Uma casa, uma lancha, uma fazenda uma bicicleta,
de nada somos dono.
Bens materiais, somos proprietário temporário
enquanto vivo.
Nem da nossa alma somos donos.
Um filho, filha são do mundo.
E de quem é o mundo? De Deus.
Somos viajantes desse mundo de meu Deus!
Se jugando donos de tudo, e nem das palavras
que proferimos somos donos, muitas vezes sai
sem querer como expressão que só ao Dono caberia.
É ao Dono que pedimos permissão.
É ao Dono que suplicamos e agradecemos.
Tudo aquilo emprestado por Ele.
Somos donos de nada.


Escrito em 19 de julho de 2014, por Orlando Oliveira.

ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 19/07/2014
Código do texto: T4888628
Classificação de conteúdo: seguro



Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
 Você pode copiar, distribuir, exibir, executar,
 desde que seja dado crédito ao autor original
(Endereço da obra. Recanto das Letras de Orlando.).
Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Você não pode criar obras derivadas.







Comentários

21/07/2014 01:09 - Juliana Silva Valis
Linda composição, com grandes pensamentos,
Orlando, parabéns pelo talento,
ótimo início de semana!

20/07/2014 11:39 - MarleneToledo
Escreveu com maestria,
com propriedade de quem tem talento de verdade!!
Feliz dia do amigo,um beijo abraço carinhoso

20/07/2014 11:06 - Ilmar
Perfeição que envolve demais!
 Mil aplausos, amigo!

20/07/2014 00:15 - Irlene Chagas
Suavemente lindo! parabéns anjo lindo.
Um abraço poético
 
Sobre o autor

ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju - Sergipe - Brasil, 52 anos
680 textos (20509 leituras)
1 áudios (44 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente -
última atualização em 21/07/14 23:42)

Nenhum comentário:

Postar um comentário