BANDA PELO MENOS

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

MIGRANDO COMO ANDORINHAS

 

MIGRANDO COMO ANDORINHAS

Dança dos fandangos
Sedutores e seduzidas
Elegâncias e prestezas
Os desejos nos olhares
O extasse do sonho
Os cheiros no cangote
Tresmalhados e atraentes;
Gentis, amáveis e carentes.
Seus rostos, suas mascaras.
E um só objetivo! Amar...
Amar sem pejo
Flores e cartões
Amar de coração
Espontaneidades e doações
Amar e serem amados
Acolhidos do frio
Amar e amar
Até o dia anunciar...
Migraram feito andorinhas
Desfizeram seus ninhos
Só restou lembranças!
Os cantos e a certeza
Renovados de esperanças
Alimentados de sonhos
Até a próxima migração.



Escrito em 24 de outubro de 2014, por Orlando Oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 24/10/2014
Código do texto: T5010122
Classificação de conteúdo: seguro


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra. Recanto das Letras de Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Enviar por e-mail
Denunciar


Comentários
30/10/2014 12:46 - Marta Cavalcante Paes
ORLANDO amigo da poesia.
O bom da migração, mesmo que seja imaginária
 é aproveitar os momentos que podem serem
eternizados em nossos corações.
Que sua imaginação continue galgando altos voos
para que seus amigos da poesia receba presentes
assim como esta linda manifestação poética.
Parabéns pela sua inspiração. Abraço poético
29/10/2014 16:33 - ELIE MATHIAS
MAGNIFICA POESIA DE AMOR,
NARRADA EM BELOS E SENSUAIS
 VERSOS DE MUITA PAIXÃO.APLAUSOS
 MIL POETA ORLANDO.
28/10/2014 09:34 - MarleneToledo
Poesia das mais lindas,
vestida com riqueza de sentimentos...
gostei demais!1Um carinhoso abraço meu amigo
25/10/2014 23:19 - LETI RIBEIRO
Muito lindo poema, querido poeta Orlando,
adorei seus lindos versos! tenha uma linda noite,
abraços poéticos!
25/10/2014 21:43 - Rezeile Selva Nascto
Excelente poesia!- Parabéns, amigo poeta Orlando!-
 Boa noite e um bom domingo!
25/10/2014 10:00 - Lydiene Maryen
UUUAAUU!!!Amei ter lido isto agora de manhã.
Diz tanto sem rodeios e de forma tão singela que
apertou meu coração....Lindo!!!
Carinhosamente beijos mil-Ly.
25/10/2014 08:56 - Malubarni
Sensível poema, migrar do seu lugar é aventura.
Versos muito bem colocados.Gostei muito.Bjs.Malu
24/10/2014 11:20 - Ilmar
Muito encantador, amigo! Mil aplausos! Um abração!
24/10/2014 07:45 - JCR
As magias da natureza visto por nosso
olhos em um olhar divino. uma maravilha de poema

Sobre o autor
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju - Sergipe - Brasil, 52 anos
707 textos (21434 leituras)
4 áudios (109 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente -
última atualização em 31/10/14 23:26)
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Um comentário:

orlando disse...

Nada seria concreto sem as mãos calejadas de todos.

Postar um comentário