BANDA PELO MENOS

quinta-feira, 26 de maio de 2016

LIMITES da PAIXÃO

LIMITES da PAIXÃO

Minha autoafirmação
Pouco a pouco eu entender
Tudo que eu tenho a te oferecer
Lapidar, meu coração.
Sem limite da paixão!
Para em fim me conceder.

Se a ti me declarei
O sentimento aflorou
Era o amor manifestado
Em singela limitação...
Pode não ser o esperado
Mas foi de coração.

Se um dia me declarei
Foi pensando no amor
Uma rosa eu te dediquei;
Um sorriso eu logo esperei;
Meu limite é o infinito
Sem medo de ser feliz.

Minha mente é meu destino
Meu futuro é ser alguém
Com quem? Você...
Só você faz o amor ferver
Se um dia me declarei
Foi olhando nos teus olhos.


Escrito em 15 de maio de 2015, por Orlando Oliveira.
ORLANDO S OLIVEIRA
Enviado por ORLANDO S OLIVEIRA em 17/05/2016
Código do texto: T5637944
Classificação de conteúdo: seguro


 
                     
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado
 crédito ao autor original (Endereço da Obra, Recanto da Letras de
Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Você não pode criar obras derivadas.




Enviar por e-mail
Denunciar


Comentários

26/05/2016 20:16 - Maria Araújo
OI AMIGO POETA. LINDÍSSIMO SEU POEMA.
LINDOS VERSOS APAIXONADOS.
ACHO QUE SÓ OS GRANDES POETAS FALAM ASSIM.
APLAUSOS, AMEI!!!
TE CONVIDO A OUVIR O MEU ÁUDIO,,,
NO MORRO,,,ABRAÇOS, MARIA ARAUJO

24/05/2016 19:20 - Charles Lima
Brilhante..abraços

24/05/2016 12:22 - Ilmar
Sensacional encanto! Um grande abraço, amigo!

24/05/2016 12:01 - Lianatins
Quem nunca se apaixonou não é mesmo?
Quando estamos apaixonados,
parece que tudo na vida fica mais colorido,
as pessoas mais agradáveis, as raivas se esvaem,
as palavras da pessoa amada soam como poesia
nos nossos ouvidos, o coração bate mais rápido...
O seu "Limites da Paixão",
lapida o coração de quem ler poeta Orlando,
aplausos!
Daqui envio um grande abraço de paz e luz.
 

23/05/2016 23:47 - Amantino
Um belo trabalho amigo Recantista!
Meus parabéns!
 

17/05/2016 17:25 - ELIE MATHIAS
Linda declaração de amor fluindo em belos
e carinhosos versos de muita paixão.
Aplausos mil Orlando.
 

17/05/2016 16:12 - MarleneToledo
Que romantismo mais encantador!!
A M E I!!!beijo no coração poetamigo.
 

17/05/2016 11:49 - Raquel Ordones
poema-declaração!! leve...bom de ler!!! show...
 

17/05/2016 07:28 - Yvonete do Amaral
Linda poesia!


Sobre o autor
ORLANDO S OLIVEIRA
Aracaju - Sergipe - Brasil, 54 anos
808 textos (25297 leituras)
4 áudios (122 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente -
 última atualização em 26/05/16 20:12)
ORLANDO S OLIVEIRA
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

2 comentários:

orlando disse...

É tudo o que respiro
É todo o meu canto
Expelido veraz da minha boca.
Sobre o olhar correspondido.

orlando disse...

Origem é de onde jamais possamos esquecer
Invulgar e pomposo é o recinto da cobiça
Combinado, unido, associado em harmonia.
Admirar uns aos outros isso chamo amizade,
Pode até ser amor, pois amar é delação premiada.

Postar um comentário