BANDA PELO MENOS

domingo, 11 de dezembro de 2011

BANDA PELO MENOS: Pelas Calçadas da vida MOMENTO DE POLIDEZ.

BANDA PELO MENOS: Pelas Calçadas da vida

MOMENTO DE POLIDEZ.
MOMENTOS DE DELICADEZA E INVESTIDAS
SUA COR FOGE, FOGE FEITO SUSTO TOMADO.
DE VER DENTRO DOS TEUS OLHOS SUAS POPILAS DELATADAS DE SUSTO TAMBÉM.
MAS SEU EU QUER MUITO O ENCONTRO.
QUE DESDOBRA A SE CONTER
AOS BEIJOS DEDICADOS
SÓ PRA ALIMENTAR A ALMA
QUE APÓS O BEIJO A SENSAÇÃO É DE LEVEZA, É A MESMA DE UMA
REVOADA DE ANDORINHAS
QUE ENTOA SEUS CANTOS DE ALEGRIA
QUE NÃO SE TOCAM DURANTE O VOO.
SUA PERFEIÇÃO É A MESMA QUE TEM UMA VELHA LOBA
SENDO LOBA AVISO EXISTE CAÇADOR E CAÇA
CAÇADOR ENCANTADO
ENCANTADO SEMPRE COM SUA CAÇA
COM SUA ARTE
COM SUA MAGIA
MAGIA DE PRENDER COM SIMPLICIDADE ATENÇÃO OU MELHOR, PRENDE A ATENÇÃO DE QAUL QUER UM QUE DE PÉ ESTEJA A SUA FRENTE.
ES EXCITANTE E INSTIGANTE DE FORMA MAGISTRAL.
CATIVANTE E DELICADA NAS ENTRES LINHAS QUE REGISTRAS
FALA BAIXINHO, MAS O MUNDO TE ESCULTA.
SEM ESFORÇO APARENTE, SEM INTENÇÃO OU COM TODAS.
PRENDE NO CORAÇÃO, PRENDE FEITA PAIXÃO QUE QUEIMA.
QUEIMA COMO LENHA SECA QUE SÓ PRESISA DE UMA BOA POESIA A SER DEVORADA
ENTRE LETRAS QUE SE JUNTAM UMA A UMA A FORMAR UM BELO POEMA, PARA QUE NO MÍNIMO SE CONSERVEM A SE ELOGIAREM.
 ESCRITO EM 06 DE MARÇO DE 2012, POR ORLANDO OLIVEIRA. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário