BANDA PELO MENOS

domingo, 10 de junho de 2012

QUIS VOAR!
LANDO QUERENDO VOAR

FELIZES PARA SEMPRE

Desembarque na próxima estação e deixe a felicidade adentrar em seu coração de forma sorridente e espontânea.
Imagine um lago de águas cristalinas e flores com a presença do brilho da luz com o tempo suficiente para se dedicar ao amor e desse encontro que venha a paz e que o amor, transborde de sentimento compartilhado e dividido de igual por igual de um para o outro como um sim aos pés do sacerdote e finalmente os felizes para sempre.

Escrito por Orlando Oliveira

 JOÃO PAULO E EVELI, LINDO CASAL
 EUGÊNIA QUERENDO VOAR
 LANDO TESTANDO O SOM  E O MAESTRO EVANILSOM NA SANFONA
 LANDO NA ZABUMBA, EVANILSON NA SANFONA E JÃO PAULO NO TRIÂNGULO
 PAUSA PARA FOTO
 CAGENOL E SUA NETINHA, SANFONEIRO DA BANDA PELO MENOS, PRIMEIRO E ÚNICO
 CASAL LINDO E BOM DE FARRA, NA FRENTE DO ARAIÁ DA ALEGRIA
 FELIPE E LANDO, ESSE DE VERMELHO É UM EXELENTE MUSICO.
 DESTAQUE PARA A CAMISA DA BANDA PELO MENOS, COM OS MODELOS JOÃO PAULO E EVELI
 MATHEUS, EUGÊNIA COM A NETA DE CAGENOL NO BRAÇO E LANDINHO
 LANDO E TATI
 MEU AMIGO RICO E LANDO
 LANDO, JOÃO PAULO, MAX E FRANK
 LANDO E A MÃE DE JOÃO PAULO
 SÓ TINHA GATINHA

ADILSON E SUA GATONA
LEILANE, SUA MÃE AO FUNDO JP E SUA MÃE
Quis voar!


Se quiser participar, não precisa hesita
Pois é só se achegar.
Meu sincero coração, nessa Banda Pelo Menos 
que  ta tudo mais ou menos, se mais com mais fica mais,
Que diria o mais com menos, só a coragem que desperta os pensamentos 
do dia prefiro minha fantasia!


A Estrela é meu guia! 
O mar! O céu! É minha sorte!
Vou remando e vou tocando
Vou batendo o meu tambor,
Zabumbar em qual quer lugar!
Pra melodia melhorar 
Zabumba não pode parar! 


Pela frente encaro a morte!
Com respeito, e muita sorte!
Fico até de camarote
Vendo o tempo passar!


Vou cantar com alegria!
Essa gostosa cantoria!
Seja noite seja dia 
Nos palcos da harmonia 


Vou cantando e espalhando, Pelo menos alegria.
Com a banda pelo menos, que muitos contagiam.
Que pelo menos um dia, Fui cantor de melodia.


Quis Jura eterno Amor, como faz o beija-flor!
A semente que plantou onde a rosa desabrochou!
Sem faltar às margaridas, ou as rosas preferidas
Que escolhi pra meu amor!


Saudades do meu tambor, Da zabumba que parou! 
Do sorriso que murchou! Por que não agradou, e a história continua como das cinzas ressurgia
E a alegria que veria pelo bem do nosso amor, por que a zabumba não parou! 
Onde a esperança parou de bater no meu tambor.
Escrito por Orlando Oliveira em 14 de julho de 2010, as 05h26min.


http://www.recantodasletras.com.br/contosinsolitos/2786581

COMENTÁRIOS RCEBIDOS DOS POETAS E POETISAS DO RECANTO DAS LETRAS
01/11/2011 16:20 - graça Noronha
aplausos!!!vc merece torna tudo tão belo.parabéns um abraço
17/02/2011 02:11 - Orlando da Banda Pelo Menos
Meu Jovem Capitão Anilto, obrigado pelo carinho em forma de força, Já li alguns do seus contos, parabéns e agradeço pela boas vindas. Esteja sempre com Deus. Orlando
12/02/2011 00:24 - Capitão Anilto
Um ritmo contagiante. Abraços.
Comentários

10/06/2012 21:01 - PauloRobertus
Muito bom,parabéns por sua obra, apreciei bastante.Obrigado por seu comentário, convido-lhe a continuar visitando meu recanto e dar uma espiadinha em meus outros humildes escritos, MINHAS MÚSICAS,ACRÓSTICOS, FRASES E POESIAS,POR EXEMPLO, e caso queira comentar, fique aa vontade, sua visita muito me honrará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário