BANDA PELO MENOS

sábado, 21 de julho de 2012

Água de Pote!


Água de Pote!

Meu amigão me falou
Que depois de uma pelada
Com muita sede ficou

Para então matar a sede
Reuniu uma galera



Só restava uma saída
Pedir água aquela senhora   
Pois de fora se ouvia

A voz suave e macia
De uma linda velhinha


Ela logo prontificou
Pediu ela a rapaziada
Que em sua casa entrou

Praquela galera de jovem
A sua sede matar


Ofereceu o que de bom tinha
Um pote uma quartinha
De água fresca e limpinha
Era o que ela melhor tinha

Foram vários tibungo no pote


Só ele bebeu foi seis
Secaram a água da velha
Quase de uma só vez
Foi então que um dos jovens
Que prestou muito atenção

Vendo que no fundo do pote
Havia um grande sapão
Uns deram para cuspir
foi aquela reclamação
Mas depois da sede matada


Afirmando que daquela água
Jamais poderia beber
Falou mal da pobre velhinha
De nojenta descarada
A velha quase chorava


Mas nem ela desconfiava
Que um sapo em sua casa morava
E de sua água bebia


E com ele dividia
A água de pote gelada.

Escrito em 18 de junho de 2011, por Orlando Oliveira


EUGÊNIA E LANDO NA PRAIA DE ATALAIA


ANDO E EUGÊNIA NA CASA DE PRAIA DA SÔNIA


EUGÊNIA E LANDO NA PRAIA DE ATALAIA


EUGENIA E LANDO FAZENDO UM BRINDE NO LAGO DE ATALAIA


LANDO E EUGÊNIA

LANDO E EUGÊNA NO RIO POXIM


EUGÊNIA E LANDO NA CASA ARABE


LANDO E EUGÊNIA NO BAR CHOOP DE VINHO


LANDO E EUÊNIA NA CASA DE FÁBIO

LANDO E EUGÊNIA NA CASA DE CESAR E SUELY



LANDO E EUÊNIA

LANDO E EUGÊNIA
LANDO E EUGÊNIA EM IMBASSAI-BA

LANDO E EUGÊNIA NA CASA DO SUINO


LANDO E EUGÊNIA NA P-50 NO RIO DE JANEIRO

http://www.recantodasletras.com.br/cordel/3042335

Comentários

21/06/2011 00:10 - Lu Genovez (off)
rsrsr Criatividade pouca é bobagem!!!!!!!! E eu adoro sapo, Orlando! E adoro pote!!!rsrsrsrs Genial! Beijoo grande, brigadão pelo carinho!!!

19/06/2011 19:44 - Espirito Santo
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkrsrsrsrsrsr muito engraçado rsrsrsrsrsrsr muito bom mesmo ! Paz e Bem parati e familia ! Abraçosssssssssss

19/06/2011 14:07 - (Edson dos Santos)
muito bem escrito... adorei ler teus poemas... abraços.

19/06/2011 13:22 - MARY JOSE
Meu amado poeta! Você é que é um eximio mestre da poesia. Eu apenas uma aprendiz. Fico muito feliz com sua visita. E hoje pra minha alegria me deparei com seu cordel, pois amoooo falei isso hoje quando assisti uma dupla paraibana no programa "Cantos e Contos" na TV. Parabéns poetamigo. Grande abraço.

19/06/2011 02:44 - Didinha Albuquerque
O que mais me doeu foi à parte em que eles culpam a velhinha. Ela os recebeu com tanto carinho. Você escreve de uma forma encantadora. Prende o leitor... E isso é muito bom. Parabéns! Beijos no seu coração.

18/06/2011 19:43 - Maria Mineira
Ahh, achei exagero deles. Afinal nos rios há sapos e o povo bebe a água né? Se não tivessem esvaziado o pote não iam nem saber, porque o que os olhos não vêem o coração não sente. Muito bom o seu cordel. Gostei muito! Abraço.

18/06/2011 19:08 - Vange
Aquí e acolá, também; falei, "acontece por aí"!?

18/06/2011 19:06 - Vange
O seu cordel, é uma história, que deve acontecer muito por aí. Não se diz que onde há fumaça, há fogo? pois é; onde há água...,é possível sim. Ô Orlando! Gostei do nome da BANDA; quem não toca, dança, "pelo menos!? Um grande abraço, caro poeta; muito obrigado pela visita; imprimí o seu comentário felicitando ao casal que hoje se casou; vou entregá-los e com certeza ficarão muito felizes. Muita paz.

18/06/2011 14:14 - Poeta de Branco
Belo cordel! Conseguiu fazer um cordel com um tema um pouco nojento( Sapo no pote) ....Tudo de bom e me visite quando puder...

18/06/2011 10:54 - Elenite Araujo
Pobre do sapinho que inocente morava no pote,pobre velhinha que tão generosa cedeu sua água e pobres sedentos por tamanha ingratidão de xingarem a velhinha!Ficou tocante seu texto!Bom dia,poeta!

18/06/2011 10:48 -
Adorei o cordel, uma expressão popular da nossa cultura nordestina. abraços.

Um comentário:

orlando disse...

Ser Poeta é!

Ser poeta é ter no intimo de cada poesia
Os segredos em forma de poema
O grito, o lamento silencioso
Escrito em forma de versos.

Escrito em 01 de junho de 2011, por Orlando Oliveira

Postar um comentário