BANDA PELO MENOS

sábado, 7 de julho de 2012

JARRO QUEBRADO!



Jarro quebrado

É um jarro sem flor, feito coração partido, despedaçado.
É como bala perdida que acerta o fole de uma sanfona e estando furada não chora mais, feito a sanfona de Luiz Gonzaga, agora ela chia como asmático em plena crise.
Sua alegria agora é substituída pela lamentação do chiado.
Jarro quebrado é como galho em cinzas que não se recompõe.
É como quadro sem pintura, sem expressão que só serve agora de recordação.
Recordação de que um dia foi presenteado por Deus o verdadeiro sorriso ou um colo para meu acalento.
Que dessa tristeza o tempo faça poucas vitimas.
Só me resta ler e pensar nas tardes sem arrependimentos.
Palavras escrita para representar o sonho de ontem, que em viagem os corpos eram separados pela exigência que o fazia, sabendo que o subconsciente amplifica todas as nossas convicções e interpretamos sempre no negativo do gosto de te ter e não ter, onde nos meus reflexos não encontro mais abrigo em teus olhos.
“O pensamento governa o mundo. Todos nós somos o que pensamos. Tenha um respeito sadio pelos seus pensamentos. Nossos pensamentos é criador. Sé nossos pensamentos forem sábios, nossos atos serão sábios.”
Jarro quebrado é como coração de barro que só precisa pensar em cair pra sentir despedaçado e não poder sentir mais o aroma de sua flor.

Escrito em 25 de fevereiro de 2012, por Orlando Oliveira.
http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/3518541


Gostaria de dividir esses comentários com todos e agradecer a WMFRANÇA e JASPER CARVALHO, pois me senti o cara e nem sou isso tudo. Obrigado e que Deus tome conta de vocês, abraço do amigo da poesia Orlando.

25/02/2012 02:42 - WMfrança
Mas a incúria humana, poeta, ainda não percebeu a nobreza e a grandiosidade desse jarro, e sem pudores, o joga pra lá e pra cá, até que se quebre, e como um cristal, em estilhaços de arrependimentos, nunca mais se junta; Um grande prazer em conhecê-lo, um abraço! Wellington França.

25/02/2012 02:28 - Jasper Carvalho
Meu nobre amigo Orlando!!! dobrastes os sinos nesta tua oração verbal! anjos adentraram pelo seu coração árduo da labuta e fizestes sair de tuas cavernosas imaginações esta obra de arte! Simplesmente fantástica poesia! e você é uma pessoa muito gente com alma languida como asas d anjo leves e com os pés no chão! abraços! Fique na santa paz de DEUS nobre colega Jasper!

MURAL COM FOTOS DOS AMIGOS DO LANDO

ARTE DAS LETRAS AOS PERSONAGEM " O ESPANTALHO "
DE SUELY FROSS

 
MURAL DOS CORDEIS

MURAL DE ARTE

FOTOS DO MURAL

PROTEÇÃO DIVINA SEMPRE

PALCO

CENÁRIO DO ESPAÇO CULTURAL E ARTISTICO BANDA PELO MENOS...

BOLO DOS 50 ANOS DO LANDO

MURAL DO HOMENAGIADO


LANDO

EUGÊNIA

DONA DILZA E LANDO TE AMO MÃE

MURAL DE LUIZ GONZAGA


BANDEJA DA CACHAÇA

TALLITA, LANDO E MALU, DIEGO O PAI DE MALU E ARTUR.

LANDO E SÔNIA,

SORRISO DE EUGÊNIA

SEGUNDA ATRAÇÃO DA FESTA, O GUITARRISTA DOS FORRÓ TRAQUINOS

BAXISTA E ZABUMBEIRO DO FORRÓ TRAQUINOS


DUAS FERAS DA ARTE MUSICAL, SID E CHICO QUEROGA

SEGUNDA APRESENTAÇÃO DA FESTA, BANDA FORRÓ TRAQUINOS.

O SORRISO CONTAGIANTE DE CHICO QUEROGA.


http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/3518541



Comentários

29/02/2012 12:46 - Edna Frigato
Incrivelmente bela a tua comparação poeta. Pena algumas pessoas de hábitos emocionais poucos saudáveis não perceberem que um coração assemelha-se a um delicado vaso de barro, e que uma vez quebrado vão-se as flores mais perfumadas e singelas e adornavam o sensível vaso. Que papai do céu conserve o teu longe de tais sentimentos desastrados. Deixo aqui o meu carinho.

28/02/2012 04:02 - Jane Rossi
Belo texto, Jarro quebrado, coração craquelado, sonho inacabado...adorei passar por aqui e ler tão lindos versos...parabéns!!!

27/02/2012 15:39 - Ana Stoppa
Querido POeta Orlando, boa tarde.....Umpoema para se sentir em cad alinha que a sua inspiração compartilha! AH poeta, quantos jarros de barro guardam tesouros, mais, infelizmente ou por desígnios do destino são abandonados até a perda dfa última semente. Ressequido, trinca, se desfaz e ao pó retorna...Nesta simbiose chamada vida somos não raras vezes tal qual este jarro desenhado em teu poetar! Adorei, divaguei, refleti, sonhei! Adorei! Ana Stoppa.

27/02/2012 01:29 - Facuri
Estimado e querido poeta Orlando!...Tua visita sempre trás luz à minha escrivaninha...Escrevestes nesta prosa uma verdadeira lição de sentimentos, amalgamando o amor e disseminando sabedoria em poesia!...Digno e louvável!...abçs fraternos.

26/02/2012 17:10 - geraldinho do engenho
QRLANDO VOCÊ É UM DOS ESCOLHIDOS POR DEUS RECEBENDO DELE O DOM DA INSPIRAÇÃO CUJA HUMILDADE BATE DE ENCONTRO AO PENSAMENTO QUE ESCREVI E MOTIVOU MINHA VISITA DE AGRADECIMENTO PELO GENTIL COMENTARIO DEIXADO PO VOCÊ EM MINHA ESCRIVANINHA...OBRIGADO AMIGO E QUE ESTA TUA LUZ BRILHE SEMPRE PARA O NOSSO DELEITE!

25/02/2012 23:39 - Marta Cavalcante Paes Lima
Orlando amigo da poesia, fiquei encantada com a grandeza da sua poesia, "jarro quebrado", você conseguiu transcender de forma sensacional um objeto simples se transformar em uma obra de arte em poesia. Encantada teus com o brilhantismo dos versos. Belíssima inspiração que segue navegando nas ondas da poesia, as palavras precisam de um capitão. Abraços

25/02/2012 04:08 -
Xic esse seu texto. Obrigado pelo incentivo. Abraços. Pivete.

25/02/2012 02:42 - WMfrança
Mas a incúria humana, poeta, ainda não percebeu a nobreza e a grandiosidade desse jarro, e sem pudores, o joga pra lá e pra cá, até que se quebre, e como um cristal, em estilhaços de arrependimentos, nunca mais se junta; Um grande prazer em conhecê-lo, um abraço! Wellington França.

25/02/2012 02:28 - Jasper Carvalho
Meu nobre amigo Orlando!!! dobrastes os sinos nesta tua oração verbal! anjos adentraram pelo seu coração árduo da labuta e fizestes sair de tuas cavernosas imaginações esta obra de arte! Simplesmente fantástica poesia! e você é uma pessoa muito gente com alma languida como asas d anjo leves e com os pés no chão! abraços! Fique na santa paz de DEUS nobre colega Jasper!

Nenhum comentário:

Postar um comentário