BANDA PELO MENOS

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

CONFLITO

 
 Conflito

Em determinada situação delicada
Em que a lei foi solicitada
Em prol de um entendimento
Por determinação do momento
Faz-se necessário a reparação
Do erro, da mágoa, do capricho, da vingança.
Incrustada no coração de um pobre ser, o supervisor.
Que da terra nada leva
A não ser o ódio que cultivou...
Da hortaliça venenosa que brotou
Das ações e atitudes determinantes,
enquanto estava no auge do poder.
Não sabendo ou não apostando
No amadurecimento do fruto mal
Que acabara de colher.
O homem e seus conflitos
Seu antagonismo, sua hostilidade.
Oposto de sinergia.
O cinismo, o descaramento.
Indiferentes ao sofrimento alheio.
Abertamente aperta a mão feita a de Judas.
Com seu sorriso sádico
Em pleno controle sobre sua vítima.
Usando de métodos e ferramentas a tortura
Para seu deleite.
Prejudicando o crescimento de seu subordinado
Tirando-lhe o mérito, o reconhecimento e principalmente,
subtraindo seus vencimentos.
São essas as situações vividas de trabalhadores
que são assediado moralmente por seus supervisores.
Mas hoje aguarda por sua sentencia
Da ação civil e da justiça feita para a ouvidoria,
do assédio moral vivido.

Escrito em 17 de outubro de 2012, por Orlando Oliveira.









 LANDO, JOUBER NA VIOLA, SILVANIA E A NOMORADA DE JOBER
 LANDO E PEDEIRA, PEDRO
 SILVANIA, LANDO E PEDRO
 PINÓQUIO DO ARCODEON, BOM CAMARADA TOCA MUITO
 ENTÃO VAMOS TOMAR UMA
 FOTO COM JOBER E SUA NAMORADA
 CLOSE PARA MAIS UMA FOTO
 EU JÁ PRA LÁ DE BAGDÁ
ÓTIMA FESTA COM OS AMIGOS,GRAÇAS A DEUS TUDO CERTINHO.

Um comentário:

orlando disse...

Sem rumo nessas eleições!
Sem candidatos.
Concordo.
Aos olhos
daquele que de
lá de cima
nada passa em vão.

Invasora, seu alerta tem sentido,
depende de nós,
depois deles.
invadiu nosso lar.

vamos encarar
o dia de cão
com muita alegria e esperança
que a dona da minha cabeça
saiba voltar.

Minha paz!
Minha identidade
Fruto de fruto
Beleza em dobro
Passado, Presente,
mas não venda seu voto!

Quem é
O que fiz
Voou no tempo
Conformou, voltou..
Em quem?
Na esperança
Vida
Alegria
Passou...

O que sou?
Pra onde vou?
Sei lá...
A vida reserva tantas supressas que se tivéssemos a certeza evitaria seu encontro, ao que usufruía do primeiro retorno e reeditava uma nova estrada.
Será que novos representantes adiantariam?
Não sei! Vamos pagar pra ver.

Escrito em 07 de outubro de 2012, por Orlando Oliveira.

Postar um comentário