BANDA PELO MENOS

domingo, 14 de julho de 2013

PRIMAVERA!

PRIMAVERA!

Primavera!

Qual é a sua cor?
Que cores te caberia?
Seria a cor de Ísis?
Mas qual é a cor de Ísis?
Verde Chá? Verde Bandeira?
Verde Maçã? Rosa Surpresa?
Amarelo Sol ou Laranja Mix?

Na verdade Ísis foi a Deusa da fertilidade,
da magia, mãe e esposa ideal.
O colorido de Ísis está em nós seres imaginários
da perfeição de uma mulher.
Minha deusa, minha Ísis, pro céu eu quero Ísis.
O sonho... Um elogio para sua amada em

comparação com a deusa Ísis.
Minha deusa, a mais perfumada do meu florilégio,
das pétalas de cotelê.
Sempre em relevo, realce com seu colorido,

seu brilho, sua cor.
Falando assim de você minha pitangueira,

o faço com estudo e muita circunspeção.
Sempre com seu tino judicioso, perfeita e sábia.
Que dar brilho e força a minha imaginação.
Do universo das cores, para mim tu és meu arco-íris,
o arco-da-aliança, o arco da minha Eu,

o arco de Deus.
Que tu continues brilhando para mim,

para que os meus olhos reflitam as cores
de tua áurea Eugênia
em muitas primaveras.
Escrito em 26 de setembro de 2012, por Orlando Oliveira.
Agradecimento!
Eugênia Oliveira
Obrigada pelas lindas palavras que escreve

p mim meu querido esposo Orlando Oliveira, seu texto
"Primavera" está belíssimo. Cada dia escreves melhor.
Só consegue por que seu coração tem a poesia
e a grandeza em enxergar o belo.
Continue assim, essa sua dedicação está lhe
edificando mais e mais. Parabéns.
Sinto-me lisonjeada por dedicar-me sua inpiração,
espero corresponder a tamanha responsabilidade.
Grande beijo, nosso poeta!
E meu em particular.


Explicação!

                “ Eugênia Substantivo feminino.”
                “1. Med. Ciência que estuda as condições
mais propícias  

             à reprodução e melhoramento
genético da espécie humana. 
                   [Cf. eugênia, s. f., e Eugênia, antr.] 
                    Eugenia uniflora, conhecida
popularmente como pitangueira.”

Circunspeção
                 Substantivo feminino.
                 1. Qualidade ou modos de circunspeto.
                 3. Prudência, ponderação; critério:
                  O assunto foi estudado com muita circunspeção.

Florilégio
                 [Do lat. florilegiu, do Renascimento
(v. flor(i)- e -légio).]
                 Substantivo masculino.
                1. Coleção de flores.
Judicioso
                  (ô) [Do lat. judicium, ‘juízo’, + -oso.]
                   Adjetivo.


                 1. Que julga com acerto;
avisado, sensato, prudente:
Tino1
                          Substantivo masculino.
                1. Juízo, discernimento; discrição; atino.



                2. Prudência, cuidado; tato:


ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 26/09/2012
Reeditado em 29/09/2012
Código do texto: T3901684
Classificação de conteúdo: seguro 


Comentários

01/10/2012 23:16 - Adria Comparini
Lindo texto-homenagem à sua esposa. 
Gostei também do que ela escreveu,
 o estímulo de nossos cônjuges é fundamental
 para continuarmos escrevendo e criando poemas!
Abraços e obrigada pela visita! Adria.

01/10/2012 16:52 - AnnaLuciaGadelha
Nossa! Belíssimo poema! Um encanto! Meus parabéns,
poeta! Abraços

30/09/2012 19:47 - jcoelho
Parabéns, bela poesia, um forte abraço e
Deus te abençoe.

30/09/2012 19:00 - Zeni Silveira Dosan
Eita que poema mais encantador!!!!
Aplausos amigo poeta

30/09/2012 16:51 - Zaretliteratura
Perfeita manifestação poética, Orlando,
adorei sua página!!!!  Parabéns e abração.

30/09/2012 15:55 - Jacó Filho
Uma maravilhosa manifestação poética com
endereço certo...  Adorei... Parabéns! Pro casal... 
E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...

30/09/2012 13:03 - Miguel Jacó
Boa tarde Orlando, seus versos redundam em
uma declaração de amor, inquestionável,
Meus parabéns pelo seu apaixonante
poema, um grande abraço, MJ.

29/09/2012 20:22 - LordHermilioWerther
Muito bom te ler. Parabéns por tua criatividade.
Grato pelo carinho, abraço.

29/09/2012 11:58 - Nádia Santos
Um aula poética recheada de paixão! Lindo!
 Obrigada pela carinhosa visita, felicidades!

28/09/2012 22:42 - Regina Madeira
ORLANDO, A PRIMAVERA,
A ESTAÇÃO DAS FLORES, 
COROA OS VERDADEIROS AMORES!!!
ABRAÇOS CARINHOSOS.
OBRIGADA PELA VISITA.

28/09/2012 22:20 - Lianatins
Excelente poesia poeta Orlando,
sabes escrever lindo, tens sensibilidade e
tudo floresce no teu coração! 
Uma ótima noite desejo,
com meu abraço fraterno,Liana.

27/09/2012 12:23 - Ilmar
Belíssimo, amigo! Parabéns!

27/09/2012 10:59 - Julio Cezar Dosan
Uma maravilha poeta! Bravo

27/09/2012 05:51 - Li Oliver
Parabéns!! Beijos

27/09/2012 00:03 - Jasper Carvalho
Simplesmente maravilhoso nobre poeta
Um colosso primaveril! abraços e belíssima
homenagem uma obra de arte!
 Saudações meu nobre Jasper

26/09/2012 07:29 -
Agradecimentos faz, por ter lido esse
ótimo texto, visita e contestação. 
Abraços,,, Teixeiras.

Um comentário:

orlando disse...

Minha cruz

"Na ausência do pão, bebo água, na ausência de água enxugo lagrimas e vou me doando dentro do peso da minha cruz."

Orlando Oliveira em 14 de julho de 2013

Postar um comentário