BANDA PELO MENOS

sábado, 30 de novembro de 2013

INDULTO!

INDULTO!


MÃE!
O maior tesouro da vida, afirmo com precisão é mãe!
INDULTO!
Que os erros não se repitam!
Mesmo com a certeza do perdão;
Do nada nasce à pura emoção,
Feito o amor que brotou;
Do nada a gratidão,
Como fala mais alto o coração;
Do nada a inspiração.
Do nada vida que brota no chão;
Do nada a mais bela flor,
Do nada plantamos o amor,
No ventre leva consigo sementes!
Do nada construímos tudo,
Do nada, vidas mudam!
Desde que você apareceu,
Floresceu nossa amizade.
Do nada fiquei encantado
Do nada apaixonado;
No meu nada sou tudo,
Mesmo não sendo grande
No meu tudo sou nada.
Mesmo me sentindo gigante!
Com o mesmo sintoma de amor.
Que os erros não se repitam.
Quem sabe o indulto não seja digno!
O importante é que cada experiência,
Seja de crescimento...
Do nada, tudo em uma linda
Declamação poética e mais um aprendizado!

Escrito em 16 de novembro de 2013, por Orlando Oliveira.
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS em 17/11/2013
Código do texto: T4575053
Classificação de conteúdo: seguro



Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra. Recanto das Letras de Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.








Comentários

21/11/2013 19:14 - Lianatins
Que magnífica poesia,escrita com maestria amigo poeta Orlando !Sofremos erramos mas acreditamos que um dia poderemos ser feliz...As vezes é preciso levar um tombo para levantarmos a cabeça e percebemos que a vida não é feita só de vitórias e sim também de derrotas!Uma ótima noite abençoada por Deus!

21/11/2013 05:47 - zemary
Ih...que desabafo.Amei...

21/11/2013 01:42 - Maria Aranilda de Araújo
belíssimo texto poético meu querido amigo, parabéns!! me visita com: NOTAS, bjs com carinho. Aranilda

17/11/2013 20:38 - Nana Okida
Aprendemos e crescemos em cada tombo. É isto! Beijo menino!

17/11/2013 20:37 - Jô Pessanha
Parabéns! Belíssima poesia. Aplausos e um forte abraço querido poeta amigo.

17/11/2013 20:29 - Shirley Nazareth
Que lindo...saudades de alimentar-me de sua inspiração!! linda semana ...felicidades!!
 
Sobre o autor

ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Aracaju/SE - Brasil, 51 anos
553 textos (16904 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente -
última atualização em 01/12/13 03:53)

Um comentário:

orlando disse...

A VERDADE!
Às vezes assusta a realidade nua e crua,
mas temos que admitir sempre a verdade.

Postar um comentário