BANDA PELO MENOS

sábado, 10 de março de 2012

O Rato na casa da rapariga!

O RATO NA CASA DA RAPARIGA
ESTIMADO ARTISTA PLASTICO, ARRANJADOR, DANÇARINO ZÉ DA BURRINHA
LANDO E EUGÊNIA

LANDO DANÇANDO COM OS TRAGJE DE FILHOS DE GANDE


O Rato na casa da rapariga!

Preciso achar o caminho
Aquele que chegue mais rápido
Na casa da rapariga
Onde se esconde o rato

Pois recebi um telefonema
Daqueles desesperados
Era a vizinha pedindo socorro
Acuda, acuda chegou os soldados.

Na casa da rapariga
A filha do rato, a ratinha
Que derrubou a porta
E acordou a vizinha

Deu policia de muitão
Parecia ser ladrão
Era apenas a filha do rato
Baixando um cacetão

Coitada da rapariga
Que não tinha do que valer
Gritou pra o safado do pai
Acuda negin tira ela da aqui.

O pai se cagando de medo
Não saiu pra ajudar
Estava debaixo da cama
Pois não queria apanhar.

A policia apartou a briga
Sem precisar usar da força
Mas vendo que a rapariga
Já estava toda rocha.

Foge de lá a filha do rato
Que armou a confusão
Foi salva por sua irmã
Que levou o maridão

Bem feito para o ratão
Ficou de cara no chão
Pois saiu desmascarado
Que parecia ser o ladrão.


Escrito em 01 de maio de 2011, por Orlando Oliveira

Comentários recebidos dos poetas e poetisa do Recanto das Letras.
31/05/2012 01:40 - Orlando da Banda Pelo Menos
Boa noite amigo leitor Luiz Carlos, amigo do meu irmão é meu irmão também. Já trabalhei nessa região e sei de todas as dificuldades enfrentadas a todo que trabalham embarcado. Atendendo o seu pedido vamos ver se sai algumas palavras em forma de cordel a todos que labutam em regime Offshore em especial o Sedeco, pois nem sei do que se trata será um caneco que fica amarrado, pendurado esperando alguém colocar algo em seu buraco? ou será uma ferramenta cega e torta que acidenta a quem dele precisa? Não sei mas vou pesquisar e depois trovar, pode ser também um avião 706, que cai aqui ou acular, mas pode ser um chefe de cozinha ou um gerente que no final vai dar tudo no mesmo. Manda lembranças minha para todos e meus agradecimentos, que fiquem com Deus e que viva a vida, abraço poético. Orlando da Banda Pelo Menos.
 
 
 
30/05/2012 08:11 - Luiz Carlos Leoncio [não autenticado]
Olá colega Orlando nós não nos conhecemos, sou amigo do seu irmão Dilson que trabalha na Transocean, adorei o cordel do Sapo dentro do Pote e da Rapariga, Parabéns pelo trabalho. Show de bolaaaaaaaaaa.......fazendo a galera rir nesse mundo violento... Faz um cordel pra galera que trabalho offshore, especialmente para Sedco 706, se tiver tempo é claro....Abraço.
 
 
03/05/2011 15:30 - pagu juana
parabéns legal, e agradecido pelo o comentário ao meu poema.
02/05/2011 22:09 - Orlando da Banda Pelo Menos
Boa noite Oliveiragomes. Obrigado pela visita e pelo comentário postado de uma maneira alegre e sem fugir do foco. Realmente os ratos são pragas e trazem doenças seja na pele, no sangue ou no coração, esse último por sua vez atinge toda família, onde só uma boa detetização juridica extermina o pior dos finas de cada história. Esteja sempre acompanhada pelo divino espirito santo a regar de benção sua vida. Bjs
02/05/2011 20:57 - oliveiragomes [não autenticado]
Quantos ratinhos e raparigas andam soltinhos no mundo!o somatório de ratos soltos só mesmo polícia para detetizar casa ou apartamento. se em casa apareçer algum ratinho é sinal que existe uma rapariga no pedaço!!!OS OLHOS DO SENTIMENTO E O BARULHO DO CORAÇÃO ALERTA CUIDADO COM OS RATINHOSSSSSSSS ELS DESENVOLVEM UM NINHO DA TRAIÇÃO! PARABÉNS AO SR. Orlando!!
02/05/2011 16:47 - Armando Morais
Parabéns amigo por esse cordel do rato, muito bem inspirado. Peço se possivel aprecie meus versos.
02/05/2011 05:34 - Orlando da Banda Pelo Menos
Fico muito feliz em receber seu comentário e mais ainda quando você gosta. Obrigado pela visita que Deus te ilumine, te proteja hoje agora e sempre, bjs de quem te ama muito.
01/05/2011 08:13 - Eugênia [não autenticado]
Seus cordéis são leves e engraçados. Parabéns pelo trabalho. Continue! Bjos de sua fã nº 1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário