BANDA PELO MENOS

sábado, 10 de março de 2012

REFÉM








REFÉM

Hoje eu conversei com meus cotovelos
Um deles me disse que tava com saudades
O outro nem tanto
O que sente saudades sonha em ser feliz
O outro vive dizendo que é feliz
Às vezes um dói
O outro ri
Às vezes os dois choram
Tem dia que um é só sonho
E o outro é realidade
Um ama muito
O outro também
Um quer sempre mais
O outro não tem
Um pede socorro
O outro é refém!
Escrito em 10 de março de 2012, por Orlando Oliveira


Bailando com as letras, o poeta respira.
Escrito em 10 de março de 2012, por Orlando Oliveira


http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/3547350

Nenhum comentário:

Postar um comentário