BANDA PELO MENOS

domingo, 17 de março de 2013

QUANDO ESTIVE LONGE!

  QUANDO ESTIVE LONGE!

Quando estive longe, na verdade fique, 
mas perto do que de costume.
Observei em volta e percebi que precisa 
cair em campo para mostrar
sua arte, a arte de registrar  seu pensamento. 
Vi a hipocrisia de muitos que dizem dar valor ao 
seu redor, coisa que não é verdade... 
A vida é uma passagem e nela nunca 
estamos satisfeitos com nada, cobranças
e regulamentos austeros. 
Não  discordo da ordem, muito menos das
obrigações, mas bem que poderíamos viver 
melhor sem a dinastia da ditadura 
comportamental dos seres ditatórios do 
monopólio do poder.

Minha gente, vamos e precisamos melhor 
a nossas vidas, então vamos
perdoar-nos e sermos mais pacientes, 
viver em harmonia com a  o
semelhante, vamos entender melhor seus 
limites, sua virtudes e seus pensar. 
Deixemos de lado as manguás, as frustrações 
de uma vida passada. 
Der uma chance a você mesma, dessa 
desse palco que quem te assiste 
não bate palmas ao fim da apresentação.
Aproveitamos em fim o dia, o sol, ou a chuva, 
viage em horizontes do pensamento, deixe 
sua visão deslizar sobre as águas até alcançar 
o infinito do subconsciente que é sua imaginação.
Nunca imagine o fim do mundo, pois quem 
se vai somos móis seres mortais dessa terra abençoada... Convoco todos vocês a adotar 
uma nova filosofia de vida, vamos olhar 
nossos irmãos como  irmãos
que somos e não como adversários que se 
disputa do mais simples aperto de mão as 
conversa e comparações visíveis desigual, 
da desigualdade social é inevitável para o mundo 
que vivemos hoje.

Quando estive longe observei também 
que o tempo passa muito rápido, 
que o nosso
planeta é lindo e que a natureza é 
perfeita e sem ela não há vida.
Observei que quem reclama mais, 
é mais infeliz dos quem não
reclama, que o sorriso é o remédio e a 
terapia, o segredo da cura,
cura da dor, dor de todos os males, 
da inveja ao olhos grandes.
Observei que sem Deus para caminharmos 

juntos a estrada é mais Perigosa.
Os obstáculos são mais défices de se 
transpor e que de mãos dadas
o frio é amenizado, suportável até que 
passe essa tempestade.
E falando em tempestade que seja se benção, 
que seja de alegria, que seja de esperança, 
esperança de dias melhores, 
esperança de
uma vida menos sofrida, 

sem dor.
Desejo que no colo de 

Nossa Senhora 
mãe de Deus, você que em teu colo e em 
teus braços, o carinho dela, a proteção, 
a cura da fome e da sede alcance. 
Alcance a sede de justiça a sede de amor.

Escrito em 12 de março de 2013, por Orlando Oliveira.


 
ORLANDO DA BANDA PELO MENOS
Enviado por ORLANDO DA BANDA PELO MENOS 
em 16/03/2013

Código do texto: T4191648
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra Recanto das Letras autoria Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

17/03/2013 10:31 - Lianatins
Quando nos afastamos por um tempo,nossa mente permanece perto,e as reflexões nos conduzem ao modo que devemos conduzir na vida!Gostei dessa frase "o sorriso é o remédio e a terapia, o segredo da cura", concordo com você poeta amigo da poesia, teus textos sempre são excelentes!As vezes também gosto de me afastar por um tempo...Parabéns poeta Orlando,um abraço fraternomda Liana.

17/03/2013 01:45 - poeta José
Poesia é expôr sentimentos...Você expôs sentimentos através duma bela escrita...Seu poema ficou em brilho maior...Parabéns amigo te admiro muito!!!

16/03/2013 23:36 - Djalma CMF
Uma chamada de atenção muito proveitosa, além de muita qualidade poética em forma de texto, gostei poeta! Parabéns, abraços.

16/03/2013 22:02 - Marianjoazul
um poema super especial, reflexivo. parabéns! abraço.

16/03/2013 21:26 - Jacó Filho
Uma obra abrangente e reflexiva... Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...

16/03/2013 20:30 - Marinez Vidal
Poetaaa,estou aqui babando srrs Uma tremenda lição de vida,me emocionei,em um ritmo alucinante dos seus versos fui engolindo cada palavrinha para não perder nenhuma.Parabéns poeta.Bjs nessa alma linda!

16/03/2013 20:28 - Miguel Jacó
Boa noite Orlando, suas considerações, são profundamente reflexivas, merecem a nossa atenção na forma que devemos conduzir nossas vidas, ao que de fato devemos valorizar, Parabéns pelo seu envolvente texto, um grande abraço, MJ.

16/03/2013 19:24 - ribeirasilva
boa noite amigo poeta uma bela obra adorei ler cada verso um texto especial com reflexões que Deus ilumine cada dia mais esse seu lindo caminhar!!!

16/03/2013 18:30 - Inêz Drumond
Um texto espetacular! O afastar-se permite termos esta visão maior, a lucidez do que realmente é importante. Lindas reflexões você fez! Parabéns e um grande abraço!

16/03/2013 18:09 - Fábio Brandão
Um texto que nos propõe reflexões importantes,um abraço e felicidades...

16/03/2013 16:08 - E Mathias
Belos pensamentos lindamente inspirados com muitas emoções , num cenário de vida perfeito.. Parabéns e grato pela visita..

16/03/2013 13:51 - Marta Cavalcante Paes
Amigo da poesia Orlando, sua poesia hoje transborda emoções de uma forma tão especial que estou emocionada, bateu nas profundezas do meu EU INTERIOR. Quando estive longe, na verdade fiquei, mas perto do que de costume. A alma não se distancia nem dá um tempo, ela é nossa fiel escudeira. A sua poesia QUANDO ESTIVE LONGE, deu um show de emoção e pura inspiração, sua alma conversou e se personificou neste texto, você foi apenas um instrumento usado de forma divina. Saiba que te visitei várias vezes estes dias, fiquei quietinha respeitando o seu tempo, não fiz comentários quando aqui passei. Quero te agradecer os carinhosos comentários em minha escrivaninha, em especial o de hoje, foi uma linda poesia. Parabéns amigo da poesia bela beleza de sua inspiração. um final de semana de luz junto aos seus. Abraço poético.

16/03/2013 12:19 - Nana Okida
E que o amor, o respeito e a amizade prevalesçam sempre em nossas vidas...Bom demais te ler menino Orlando!!!

Um comentário:

orlando disse...

RETALHOS DE MIM!

O reflexo do espelho é a mais pura realidade
que enfrentamos e dessa nada escapa,
os estilhaços das sombras de nós mesmo...

Escrito por Orlando Oliveira em 15 de março de 2013

Postar um comentário